Especialidade

“Toda a criança nascida no novo milénio tem o direito de viver, pelo menos até aos 65 anos de idade, sem sofrer de uma doença cardiovascular evitável”.
(Carta Europeia para a Saúde do Coração)

Os problemas do coração são a primeira causa de morte entre homens e mulheres Europeus e uma das piores causas de incapacidade e declínio da qualidade de vida, desta forma as doenças cardiovasculares estão no topo da lista de doenças a evitar.

Em Portugal estima-se que 40% do número de óbitos resultem deste tipo de doenças. Crê-se que alterações no estilo de vida da população em geral poderiam levar a uma diminuição do número de pessoas que padecem de doenças do coração ou componentes do sistema circulatório, como artérias, veias capilares, bem como a uma melhoria geral da qualidade de vida da população pela prevenção.
Muito embora os fatores de risco associados às doenças cardiovasculares sejam de diferentes ordens (biológicos, resultantes do estilo de vida ou de inúmeras condições sócio-demográficas), a prevenção é a palavra de ordem para qualquer pessoa que aspire a uma vida saudável.

Corpo Clínico

Dr. José Alberto Rodrigues